09.04.11

 

“Sinto muito a passagem do tempo.

Não do tempo das nuvens e do sol e da chuva mas do tempo dentro de mim.

O tempo que não vemos mas que nos molda.

O tempo do coração das pessoas.”

Mercè Rodoreda (tradução livre)

 

Beatriz Cardoso, 27 anos, fez Gestão no ISCTE, Erasmus em Barcelona e o Inov Contacto em Estocolmo.

Trabalha actualmente em Marketing em Lisboa.

Nesta primeira parte a paragem é a vibrante Barcelona, uma cidade jovem.

Os catalães, Tibidabo, a zona da Gracia, as festas da Mercè, o Parc de la Ciutadella e o Güell, os paquis, La Rambla e beber cava na Champanheria.

A Beatriz ainda volta lá pelo menos uma vez por ano.

 

 

OUVIR Golpe de Vento

(Para guardar, botão direito do rato, Guardar destino como...25.6MB)

 

 

*Música

I’m from Barcelona - We're From Barcelona

sinto-me: Matinal
música: Suecos latinos
publicado por Alex às 13:55

17.02.10

 

 

Devem-se buscar os bons amigos como os bons livros, pois a felicidade não está em que sejam muitos, nem mui curiosos, antes que sejam poucos, bons e bem conhecidos

Guzmán de Alfarache

 

Encontramos Espanha em Madrid.

Nós, os chilenos (ou portugueses?).

Somos mais profundos, embora a vida não seja só o trabalho.

As tapas não esperam por nós.

Madrid não pára.

É tudo meia bola e força!

E Felisa escreve.

 

A parcialidade na arte, as experiências que carregamos com o olhar, voltar a Portugal, ver para saber fazer.


Na 12ª Província, segunda parte da entrevista a Felisa Perez na Praça Puerta del Sol em Madrid.

Formada em História, 27 anos, actualmente a trabalhar no Museo Lázaro Galdiano, também a podemos encontrar na produtora de vídeo Take One.


Lisboa será sempre linda. Onde o Rio fica espelho.

 

 

OUVIR Acompanho a minha sombra pela avenida

 

 

*Música

Ana Belen y Victor Manuel - La Puerta de Alcala 

La Oreja de Van Gogh - Inmortal

Chico Buarque, Mercedes Sosa, Caetano Veloso, Milton Nascimento e Gal Costa - Volver A Los 17

sinto-me: Panda
música: La Puerta de Alcala, La Oreja de Van Gogh, Volver A Los 17
publicado por Alex às 09:05

09.02.10

 

A certeza das coisas. No silêncio encontro a simplificação, a essência das coisas, a sua pureza e simplicidade.

José Mattoso

 

Para encontrar Felisa Perez foi preciso furar la movida madrileña. No primeiro andar de um café perto da praça Puerta del Sol em Madrid revisitámos outras ruas acima de um mar de gente.

Nascida em Lisboa, 27 anos, formada em História, Felisa Perez está actualmente a trabalhar no Museo Lázaro Galdiano. Já com Erasmus na Universidad Complutense de Madrid, esta cidade marca o seu reencontro com Espanha, de Avô naturalizado Português.

Dos Palmiers do Careca no Restelo, ao Instituto Espanhol, à Secundária do Restelo, vamos a Espanha em vez de irmos ao Algarve, e Lisboa não deixa de ser linda – os espanhóis têm razão.

Onde a podemos encontrar também?

Na produtora de vídeo Take One e no Guia Cultural Le Cool.

Dançando com a História temos passos mais vincados, sustentamos a nossa visão.

Um museu quer-se de portas abertas.

 

 

OUVIR A velha rua onde te abrigo

 

 

*Música
Estrella Morente-Volver
La Oreja de Van Gogh - Cuentame Al Oido
Carlos Gardel - Volver

sinto-me: Aniversariante
música: Estrella Morente & La Oreja Van Gogh & Carlos Gardel
publicado por Alex às 11:59

30.01.10

 

 

 

Não faço distinção entre géneros literários. Se eu tivesse escrito uma biografia, fingiria muito mais, esconder-me-ia muito. As biografias são uma arte de fingimento ao contrário da escrita da ficção ou mesmo de poesia

Manuel Alegre

 

Finalmente na 12ª Província a terceira parte do reencontro à portuguesa: Alexandre Matoso, Emanuel Rosa, Mariana Raposo e Patrícia Silva.

Londres, cerveja de morango, América Latina, o castelhano, Estados Unidos, os musicais, piadas explicadas, morar em Lisboa, cidade e campo, o sentimento de casa, uma casa portuguesa!

Volta a Portugal com escala em Londres e Madrid no estúdio da Rádio Zero.

 

 

OUVIR Uma casa portuguesa

 

 

*Música

Paco de Lucia – Patio Custodio

Chambao – Chambao

Carlos do Carmo – O Amarelo da Carris

*Quadro de Sá Nogueira – S/ Título

sinto-me: Atento
música: Paco de Lucia, Chambao e Carlos do Carmo
publicado por Alex às 11:28

28.12.09

 

 

“I felt I had some talents. But when I started doing my shows in Berkeley and found that I could be funny on my own, I was shocked.”

Whoopi Goldberg

 

Depois de Erasmus em Madrid e uma estadia em Leiria, Mariana Raposo fez outra paragem: Londres pelo Inov Contacto.

Continuamos na encruzilhada de caminhos entre Alexandre Matoso, Emanuel Rosa, Mariana Raposo e Patrícia Silva.

Viagem a Londres com escala em Madrid no estúdio da Rádio Zero.

A Décima Segunda Província volta a casa.

 

 

OUVIR A Residência Inglesa

 

 

*Músicas

Bob Dylan - I'm Coming Home for Christmas

MGMT - Kids

MGMT - Kids (Soulwax Remix)

sinto-me: Alive
música: Bob Dylan and MGMT
publicado por Alex às 08:45

15.12.09

 

“Sonho com o dia em que todos levantar-se-ão e compreenderão que foram feitos para viverem como irmãos.”

Nelson Mandela

 

A Décima Segunda Província voltou ao estúdio, desta feita a quatro: Alexandre Matoso, Emanuel Rosa, Mariana Raposo e Patrícia Silva.

Um programa feito de afinidades no rebuliço do estúdio da Rádio Zero.

Conversa à volta de Coimbras, Repúblicas, Universidades, Eramus, Madrids e Portugais.

Participação não-oficial de uma das autoras do Sétimo Som.

A rádio tem de ser assim: humana.

 

 

OUVIR A Residência Espanhola

 

 

*Música

David Bowie - Let's Dance

Cafe Quijano - No Tienes Corazón

sinto-me: Não Marialva
música: cafe quijano
publicado por Alex às 09:24

02.08.09

 

Vós sois, ambos os dois, discretos tenebrosos;

Homem, ninguém sondou teus negros paroxismos,

Ó mar, ninguém conhece os teus fundos abismos;

Os segredos guardais, avaros, receosos!

 

E há séculos mil, séc'ulos inumeráveis,

Que os dois vos combateis n'uma luta selvagem,

De tal modo gostais n'uma luta selvagem,

Eternos lutador's ó irmãos implacáveis!

 

Charles Baudelaire, in "As Flores do Mal"

Tradução de Delfim Guimarães

 

 

Tatiana Sequeira, 30 anos, nascida em Angola, veio para Braga aos 2 anos e Cascais aos 13 anos. Entrevistada em...Setúbal. E onde trabalha? Entre Espanha e Inglaterra.

Inglaterra e Espanha? Quem trabalha entre dois países? Entre duas nações com um mar a separá-las? Agora já o sabemos.

Esqueçam os emigrantes e os imigrantes, o mundo divide-se sim noutras duas categorias: pessoas da terra e pessoas do mar.

A Tatiana é uma pessoa do mar, trabalha no Pride of Bilbao, um Ferry, com a ligação Portsmouth (Inglaterra) –Bilbao (Espanha).

Neste velho/novo mundo os valores são outros, o tempo é outro e a multiculturalidade é absoluta. Pode um barco representar todo o mundo?

Esta é a primeira parte da entrevista.

 

 

### OUVIR Homem livre, tu sempre gostarás do mar 

 

 

*Músicas

Kings of LeonOn call

The Arcade Fire My body is a cage

sinto-me: Marujo
música: Kings of Leon & The Arcade Fire
publicado por Alex às 17:45

11.06.09

 

“(...)deram-me a entender que os ritos mágicos eram um mero pretexto para ficarem sossegados, entre homens, longe das mulheres e das suas histórias. No fundo, era o mesmo princípio dos clubes da alta sociedade britânica: entre um guerreiro da tribo dos Chavantes e um coronel do exército das Índias, não havia grande diferença.”

 Hugo Pratt in O desejo de ser inútil

 

 

 

Parte final da entrevista a Hugo Garcia, Madrid adolescente, e também de Mário Ferreira (se é que se pode chamar de final!) homem do mar entre Inglaterra e outros países.

Desta forma, Espanha e Inglaterra encontram-se em dois sítios. Sendo o primeiro a Décima Segunda Província o segundo será em...?

Vocês sabem, o único local no continente europeu onde existem macacos em liberdade. Sim? Tem um dos aeroportos mais perigosos do mundo com uma auto-estrada a passar a meio. Ainda não?

Foi cedido à Grã-Bretanha pela Espanha no Tratado de Utrecht: "... a total propriedade da cidade e castelo de Gibraltar, junto com o porto, fortificações e fortes ... para sempre, sem qualquer exceção ou impedimento."

 

 

                  ### OUVIR Os macacos da barbárie

 

 

*Música:

Celtas Cortos – Retales de una vida
Bros -
When will I be famous

sinto-me: Work lag
música: Celtas Cortos & Bros
publicado por Alex às 10:32

25.05.09

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

É uma obsessão por saber o que fiz, o que poderia ter feito. Depois há as coisas em relação às quais tenho afecto – é uma segunda categoria. E há as que acumulo porque ainda não tive tempo de as ler – terceira categoria.

Eduardo Serra, acerca dos Vestígios que deixa

 

 

Continuamos com Hugo Garcia, formado em Relações Internacionais, que dos 13 aos 18 anos cresceu em Madrid.

Como é o regionalismo em Espanha, a marca do cinema espanhol, a língua espanhola aqui, ali, e no mundo, os portugueses e aquilo que aproxima Portugal da...Holanda.

 

 

### OUVIR Imitar as raízes sob a terra

 

 

* Música

Juan Manuel Serrat - Caminante no hay camino; e

Excertos de Celtas Cortos – El Emigrante

** Título da Poesia de Frederico García Lorca

sinto-me: Espadista
música: Juan Manuel Serrat
publicado por Alex às 21:00

19.05.09

 

 

 

Caminante no hay camino

se hace camino al andar.

Al andar se hace camino

y al volver la vista atrás

se ve la senda que nunca

se ha de volver a pisar

 

Antonio Machado

 

 

 

 

 

A visão esclarecedora de alguém que se formou como pessoa num país estrangeiro e voltou já um jovem adulto ao seu país de origem.

Hugo Garcia, 31 anos, nascido em Lisboa, actualmente editor de pós-produção e vídeo no Benfica TV, esteve dos 13 aos 18 anos a viver (e a crescer) em Madrid na nossa irmã Espanha. Aos 18 anos voltou a Portugal.

Entremos na 12ª Província com este agente infiltrado perfeito. Mas agente de quem?

Mais perguntas? Encontrem-no no Campeonato Nacional de Esgrima em Espada no dia 23 de Maio em Cascais representando a Academia de Esgrima João Gomes.

Já agora, esta é só a primeira parte.

 

 

### OUVIR As pegadas são o caminho

 

 

*Música: Celtas Cortos – El Emigrante

sinto-me: Ibérico
música: Celtas Cortos - El Emigrante
publicado por Alex às 09:58

A 12ª Província é um local. Tem a geografia da distância, do caminho, da saudade. Tem um tempo próprio na fronteira de cada pessoa. Não tem voz: tem ouvido. É o testemunho. De um povo andarilho espalhado pelo mundo: os portugueses.

A 12ª Província foi um programa de Alexandre Matoso.
Passou na Rádio Zero todas as Terças-Feiras às 20:30 entre Outubro de 2008 e Novembro de 2011.

Para qualquer informação: matoso.a@gmail.com

Facebook
Check-In
free counters
arquivos
2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


pesquisar
 
subscrever feeds
mais sobre mim
blogs SAPO